A Revolução dos Criadores de Conteúdo Digital

youtube

Uma realidade paralela ao mundo da mídia tradicional vem se consolidando nos últimos anos e hoje representa uma séria ameaça ao longo período de supremacia da mídia de massa. Estou falando da Internet, onde o espírito de compartilhamento está pavimentando uma verdadeira revolução, uma vez que promove a descentralização das mensagens e dos meios de comunicação para colocar o poder nas pontas dos dedos de qualquer pessoa com acesso a grande rede, seja por um desktop, notebook, tablet ou smartphone.

A primeira prova de que as mídias tradicionais estavam começando a perder a audiência para a Internet foi a adesão massiva da população mundial ao fenômeno dos blogs. Depois (e mais especificamente aqui no Brasil), veio a adesão massiva ao Orkut e mais assombrosamente ao Facebook em um momento posterior. Hoje, a pulverização do uso da Internet engloba blogueiros, youtubers, instagramers, viners e toda a sorte de usuários de plataformas digitais, os quais encontram tecnologias variadas para se expressarem e para encontrar uma audiência específica que, longe de ser passiva como é a audiência da TV, é bastante engajada e até co-criadora dependendo da situação.

E da mesma forma que as grandes gravadoras ficaram perdidas com o fenômeno de compartilhamento de músicas na Internet impactando diretamente sobre os seus negócios obsoletos, hoje são as grandes mídias de massa como a TV, por exemplo, que estão perdidas com o avanço dos creators: os criadores de conteúdo digital. Em contraste com a mediocridade e a falta de criatividade generalizadas da TV aberta e as vezes até da TV por assinatura, os creators constituem um universo de possibilidades criativas que tem tudo para conquistar ainda mais audiência, desbancando de vez o monopólio da TV aberta como a mais abrangente opção de informação e entretenimento. Só para termos uma perspectiva realista de quanto isso representa em números, o YouTube sozinho possui mais de um bilhão de usuários no mundo todo e, no Brasil, existem mais de 100 canais com conteúdo próprio, cada qual com mais de um milhão de inscritos.

Esses números são apenas a consequência de um crescente movimento caracterizado por youtubers saindo do anonimato, gerando negócios lucrativos e ganhando uma fama que antes era apenas reservada às celebridades da TV. Tanto é que empresas tradicionais como Bradesco, Folha de São Paulo e Globo, por exemplo, já estão apoiando essas pessoas com ações de marketing que objetivam tirar proveito desse crescente mercado.

Para quem ainda não está digirindo muito bem esse fenômeno, segue o curta “The Creators Shift” produzido pela youPIX, o qual explica de forma mais aprofundada como os creators estão tirando das empresas de mídia tradicional o poder de se expressar, ter audiência e de influenciar as pessoas em uma dimensão muito mais autêntica, criativa e democrática:

Este blog é um oferecimento da Afronta Marketing.

Anúncios

Um comentário sobre “A Revolução dos Criadores de Conteúdo Digital

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s