Contrate Como o Google

Palestrante

Que o Google é uma das empresas mais bem-sucedidas tanto em termos de inovação quanto em termos de ambiente de trabalho e de lucros não é segredo para ninguém faz tempo. Mas uma das questões a serem consideradas no alcance da extraordinária performance desta empresa são seus critérios de seleção e contratação de pessoas para fazerem parte do seu time de talentos. Em um artigo recente do The New York Times, Laszlo Bock, vice-presidente de operações de pessoas do Google, revelou alguns insights que estão na contramão das contratações convencionais por serem mais importantes do que os títulos presentes no famigerado currículo. Eis os talentos buscados:

  • Paixão pelo aprendizado
    Não se trata de QI. É a capacidade de unir os pontos, juntar pedaços de informação díspares em tempo real e arriscar mais para superar o momento presente o tempo todo.
  • Liderança temporária
    Diferente do conceito comum de liderança, significa tomar a iniciativa, assumir a responsabilidade, partir para a solução de qualquer tipo de problema e liderar temporariamente, sabendo também o momento de deixar outra pessoa liderar quando a solução tiver maior relação com um expertise diferente ou as condições assim exigirem.
  • Humildade
    Característica que propicia as condições para ouvir e aceitar as ideias dos outros, além das condições para poder aprender. Ou seja, sem humildade as pessoas não aprendem coisas novas, constituindo o dom que Bock chamou de “humildade intelectual”. Na narrativa predominante do mundo dos negócios, as pessoas de sucesso não podem errar e, como não podem errar, não aprendem a aprender com os fracassos. Muito pelo contrário, os arrogantes foram ensinados a ignorar as falhas por completo. Pessoas assim consideram-se por demais inteligentes quando tudo ocorre bem por um lado e, quando algo de errado acontece, culpam os outros ou as condições, as quais são convenientemente interpretadas como inadequadas para realizar aquilo que era esperado. Como consequência, apresentam quase nenhuma disposição em aprender com os próprios erros e assim a tendência é que elas acabem ficando para trás.
  • Especialidade
    A especialidade do candidato cuja importância vem sempre em primeiro lugar nos processos seletivos convencionais é justamente o fator menos importante de acordo com Lazlo Bock. Segundo ele, a maioria dos experts acredita que já domina completamente um tipo de assunto, diferentemente de um colaborador de outra área cujo pensamento sem os vícios dos sucessos anteriores do especialista poderá resultar em uma solução inovadora. Bock ainda complementa que o quadro de pessoas excepcionais e ainda assim sem um diploma formal tem aumentado gradativamente no Google, fenômeno em parte explicável por causa do perfil burocrático e conservador das instituições educacionais tradicionais, as quais não conseguem entregar mais aquilo que prometem. Porém, isso está longe de significar que os especialistas sejam estrelas dispensáveis na empresa, mas também não quer dizer que um currículo com uma faculdade de renome seja um passaporte certo para um dos melhores empregos do mercado.

A maneira como o Google contrata deve servir de fundamental referência para as nossas empresas. Como líderes, devemos repensar urgentemente a nossa relação com os nossos colaboradores, enxergando essa troca muito mais como uma espécie de extensão da faculdade onde o aprendizado ocorre o tempo todo do que como no antigo paradigma onde um profissional é contratado para executar uma função e as coisas ocorrem automaticamente conforme o esperado. Uma de nossas mais importantes responsabilidades como líderes é criar uma cultura capaz de nutrir não apenas profissionais mais talentosos, mas também pessoas melhores conforme as características humanas buscadas pelo Google acabam sendo úteis também em outros setores da vida além do profissional. E por mais que isso possa parecer um clichê politicamente correto, está mais do que comprovado através do Google e de outras empresas de ponta que esse é também o caminho mais garantido para o tão desejado lucro.

Em uma época marcada por problemas aparentemente insolúveis, em um momento em que a inovação torna-se cada vez mais um empreendimento estratégico e visivelmente grupal, talentos de ouro como paixão pelo aprendizado, liderança e humildade serão cada vez mais valorizados pelas melhores empresas do mercado. O que a sua empresa espera fazer para estar entre as melhores? Aplicar um novo teste de QI no processo seletivo?

Este blog é um oferecimento da Afronta Marketing

Anúncios

Um comentário em “Contrate Como o Google

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s