Palestra Motivacional Funciona?

Palestra Motivacional

A despeito do grande boom das palestras motivacionais e do valor inegável que eu acho que elas possuem, não há como tapar o Sol com a peneira para o fato de que a influência de tais palestras no comportamento humano é apenas temporária. Pouco tempo depois, tudo aquilo que foi assimilado em uma palestra motivacional acaba por sucumbir à rotina e ao trabalho sem sentido da maioria das empresas, as quais não resolvem a dicotomia entre aquilo que é externado nas palestras e o cotidiano implacável do ambiente de trabalho. Ademais, a sociedade tem mudado rapidamente e o que antes parecia ser a única resposta possível para equipes desmotivadas ou pouco comprometidas com os objetivos das empresas vem perdendo sua eficácia. No livro Drive: the surprising truth about what motivates us, Daniel Pink, responsável pelos discursos de Al Gore e conhecido palestrante do TED (confira o vídeo dele logo abaixo), aborda os estudos efetuados em 40 anos sobre a motivação humana, revelando que a grande maioria das empresas ainda está virada de costas para as evidências científicas na área.

Pink argumenta que a grande maioria das empresas ainda trabalha com a motivação extrínseca quando a gestão decide influenciar e motivar os membros da equipe. Por motivação extrínseca, Pink esclarece que são fatores externos representados pela metáfora da cenoura pendurada em uma vara de pescar, mais formalmente conhecidos como incentivos e ameaças de qualquer tipo. Apesar de amplamente utilizados pela gestão tradicional, esses recursos externos só fazem sentido para atividades sem significado, onde não há espaço para a criatividade humana. Ou seja, a motivação extrínseca como bônus e comissões estaria mais relacionada com tarefas simples ou atividades repetitivas como operações em linhas de montagem em chão de fábrica, por exemplo. Para o restante das atividades profissionais, as motivações extrínsecas seriam não somente ineficazes como ainda nocivas à produtividade em determinadas circunstâncias (assista o vídeo logo abaixo para entender melhor esta descoberta).

A motivação intrínseca, por sua vez, é mais robusta e duradoura, pois está relacionada com o significado e o prazer no ambiente de trabalho. Todavia, muitas empresas ainda ignoram a motivação intrínseca, não sendo incomum a crença de que essa motivação não pode ser estimulada no ambiente corporativo. Mas as empresas podem e devem reestruturar o trabalho para que ele se torne mais significativo para seus colaboradores, começando pelo processo de redefinição do propósito da empresa, comunicação deste propósito para todos os colaboradores, capacitação das pessoas no entendimento e realinhamento com os valores novos e também uma contratação mais holística e minuciosa. No processo de contratação, não bastam as competências técnicas e a experiência do indivíduo em determinada área; é preciso ir muito mais além, averiguando os valores e o caráter do indivíduo com o intuito de contratar a pessoa certa não somente para o cargo almejado mas também para o propósito maior que a empresa busca realizar. Lembre-se que é muito mais fácil ensinar as competências técnicas do que ensinar coisas subjetivas mas não menos importantes como comportamento, valores e caráter. Se for preciso lapidar algumas coisas no candidato, que sejam questões operacionais e não comportamentais.

É de extrema urgência o comprometimento dos líderes no redesenho do trabalho para torná-lo mais significativo para todos os colaboradores. Nesta desafiadora empreitada, não adianta achar que uma palestra motivacional vai resolver o problema de uma empresa sem propósito, sem significado, vazia de valores e, portanto, nutridora de um ambiente horrível para os seus próprios funcionários. É preciso ter uma visão de negócio muito mais ousada, onde o ambiente corporativo capacita seus funcionários para que estes se transformem em colaboradores na verdadeira acepção da palavra e não cobaias de um esquema mecânico de punição e recompensas. Quando o líder entende isso, quando ele resolve arregaçar as mangas e trabalhar na transformação das pessoas ao invés de entretê-las, as motivações intrínsecas começam a acontecer e a empresa passa a atingir o almejado nível de excelência operacional.

Neste ponto, uma palestra motivacional será muito bem-vinda pois não representará mais a miragem de um oásis em meio ao deserto de motivações da sua empresa.

Este blog é um oferecimento da Afronta Marketing.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s