21 Segredos da Mente Milionária

Elon Musk, o Tony Stark da vida real

Na postagem “Como Ser Empreendedor” eu mencionei sobre a importância da mentalidade apropriada no empreendedorismo. Não só no sentido de ser muitíssimo importante você possuir força mental para enfrentar todas as adversidades mas, principalmente, porque empreender exige um modo de pensar completamente diferente da forma como fomos treinados desde a infância. Vivemos em uma sociedade que nos prepara para ser empregados e não para ser empreendedores, sendo preciso reaprender toda a nossa relação com os conceitos de trabalho, serviço, mercado, economia, finanças, investimentos, capitalismo, socialismo e administração para adotar uma mentalidade voltada para a perspectiva de “fazer dinheiro” ao invés do dogma “ganhar dinheiro”.

E eis então que eu me deparo com um artigo da Business Insider, falando justamente sobre a necessidade dessa mentalidade diferenciada para ser bem-sucedido na vida. Trata-se de uma entrevista com o autor do livro “How Rich People Think,” (“Como as Pessoas Ricas Pensam”), o qual passou quase 3 décadas entrevistando milionários ao redor do mundo para saber o que os separa do restante da sociedade.

O nome do autor é Steve Siebold e ele ressalta justamente a mentalidade e não o dinheiro como a principal responsável pelo sucesso dessas pessoas. Segundo ele, “A classe média diz que as pessoas devem ser felizes com o que elas têm. E, no geral, a maioria das pessoas está mergulhada em medo quando tratamos de dinheiro”.

Embora eu discorde de algumas coisas, no geral, achei o artigo muito interessante. Mas já adianto que você pode ficar ofendido com suas visões demasiadamente objetivas. E caberia a você se perguntar se um eventual desconforto não seria a reação automática do paradigma dentro do qual você viveu até agora que está tentando se defender de ideias ameaçadoras. Lembre-se que é sempre mais confortável acreditar estar certo do que estar errado mas a questão aqui é buscar a verdade e não criar conforto em sua mente.

Eis a entrevista em formato de 21 dicas para quem almeja mudar de vida:

Mente Milionaria_01. As pessoas comuns pensam que o dinheiro é a raiz de todo o mal. As pessoas ricas acreditam que a pobreza é a raiz de todo o mal.

“As pessoas comuns tem sido vítimas de uma lavagem cerebral para acreditar que ou os ricos têm sorte ou são desonestos”, escreve Siebold. É por isso que há uma certa vergonha que vem junto com o “ficar rico” em comunidades de baixa renda. “A classe alta sabe que, apesar de ter muito dinheiro não garantir a felicidade, certamente faz sua vida mais fácil e mais agradável.”

2. As pessoas comuns pensam que o egoísmo é um vício. As pessoas ricas pensam que o egoísmo é uma virtude.

“Os ricos vão até lá e tentam ser felizes. Eles não tentam fingir que salvarão o mundo”, disse Siebold para a Business Insider. O problema é que as pessoas de classe média enxergam isso como algo negativo que mantém elas pobres, ele escreve. “Se você não está cuidando de você, você não está em posição de ajudar ninguém. Você não pode dar aquilo que não tem.”

3. As pessoas comuns têm uma mentalidade de loteria. Os ricos têm uma mentalidade de ação.

“Enquanto as massas estão esperando para escolher os números certos e rezando para a prosperidade, os grandes estão resolvendo problemas”, escreve Siebold. “O herói [pessoas de classe média] está esperando algo de Deus, do governo, do chefe ou do cônjuge. É o nível de pensamento da pessoa comum que gera essa abordagem da vida enquanto o relógio continua a sua marcha incessante.”

4. As pessoas comuns pensam que o caminho para a riqueza é pavimentado pela educação formal. As pessoas ricas acreditam na aquisição de conhecimento específico.

“Muitos artistas da classe alta possuem pouca educação formal e acumularam sua riqueza através da aquisição e posterior venda de conhecimento específico”, escreve ele. “Enquanto isso, as massas estão convencidas de que os diplomas de mestrado e doutorado são o caminho para a riqueza, principalmente porque eles estão presos no pensamento linear que lhes impede de níveis mais elevados de consciência… Os ricos não estão interessados ​​no meio, apenas no fim.”

5. Pessoas comuns anseiam os bons e velhos tempos. As pessoas ricas sonham com o futuro.

“Milionários autodidatas conseguem acumular muito dinheiro porque eles estão dispostos a apostar em si mesmos e a projetar seus sonhos, objetivos e ideias para um futuro desconhecido”, escreve Siebold. “As pessoas que acreditam que seus melhores dias estão para trás raramente ficam ricas e, muitas vezes, lutam contra a infelicidade e a depressão.”

6. As pessoas comuns vêm o dinheiro através dos olhos de emoção. As pessoas ricas pensam em dinheiro logicamente.

“Uma pessoa normalmente inteligente, bem-educada e de outra forma bem-sucedida pode ser instantaneamente transformada em um pensador baseado no medo, orientado pela escassez, cuja maior aspiração financeira será aposentar-se confortavelmente”, escreve ele. “A classe alta vê o dinheiro para o que ele é e o que não é através dos olhos da lógica. Os grandes sabem que o dinheiro é uma ferramenta crítica que apresenta opções e oportunidades.”

7. As pessoas comuns ganham dinheiro fazendo coisas que elas não gostam. As pessoas ricas seguem sua paixão.

“Para a pessoa comum, parece que os ricos estão trabalhando o tempo todo”, diz Siebold.” Mas uma das estratégias mais inteligentes da classe alta está em fazer aquilo que se ama e encontrar uma maneira de ser pago por isso.” Por outro lado, as pessoas da classe média possuem empregos que não gostam”, porque eles precisam do dinheiro e eles foram treinados na escola e condicionados pela sociedade a viver em um mundo de pensamento linear equivalente a ganhar dinheiro com o esforço físico ou mental.”

8. As pessoas comuns definem baixas expectativas para que elas nunca fiquem desapontadas. As pessoas ricas estão à altura do desafio.

“Os psicólogos e outros especialistas da saúde mental muitas vezes aconselham as pessoas a definirem baixas expectativas para a sua vida para garantir que elas não fiquem decepcionadas”, escreve Siebold. “Ninguém jamais ficará rico ou viverá os seus sonhos sem nutrir grandes expectativas.”

9. As pessoas comuns acreditam que você tem que FAZER algo para ficar rico. As pessoas ricas acreditam que você tem que SER algo para ficar rico.

“É por isso que pessoas como Donald Trump passam de milionárias à devedoras de nove bilhões de dólares e depois voltam a ser mais ricas do que nunca”, escreve ele. “Enquanto as massas estão fixadas no fazer e nos resultados imediatos de suas ações, os grandes estão aprendendo e crescendo com cada experiência, seja um sucesso ou um fracasso, sabendo que a sua verdadeira recompensa está em se tornar uma máquina de sucesso humano que eventualmente possa produzir excelentes resultados.”

10. As pessoas comuns acreditam que você precisa de dinheiro para ganhar dinheiro. As pessoas ricas usam o dinheiro de outras pessoas.

O pensamento linear diz às pessoas que é necessário dinheiro para fazer dinheiro. Mas Siebold diz que os ricos não têm medo de financiar o seu futuro a partir do bolso de outras pessoas. “Os ricos sabem não ser solventes o suficiente para pagar pessoalmente por algo que não seja relevante. A verdadeira questão é: “Será que vale a pena comprar, investir ou buscar?”, escreve ele.

11. As pessoas comuns acreditam que os mercados são impulsionados pela lógica e pela estratégia. As pessoas ricas sabem que os mercados são guiados pela emoção e pela ganância.

Investir com sucesso no mercado de ações não é apenas uma fantasiosa fórmula matemática. “Os ricos sabem que são as emoções primárias que impulsionam os mercados financeiros, sendo o medo e a ganância os fatores-chave em todos os negócios e tendências que observamos”, escreve Siebold. “Esse conhecimento da natureza humana e seu impacto sobre os negócios dá-lhes uma vantagem estratégica na construção de mais riqueza através da alavancagem.”

12. As pessoas comuns vivem além de seus meios. As pessoas ricas vivem abaixo deles.

“Aqui é como viver abaixo de seus meios e aproveitar os segredos das pessoas ricas que são usados durante séculos: fique rico e então você poderá pagar”, escreve ele. “Os ricos vivem abaixo de suas possibilidades, não porque eles sejam muito habilidosos, mas porque eles fazem tanto dinheiro que podem se dar ao luxo de viver como a realeza que continua a usufruir do acúmulo de riqueza que um rei que guardou para o futuro.”

13. As pessoas comuns ensinam seus filhos a sobreviver. As pessoas ricas ensinam seus filhos a ficarem ricos.

Pais ricos ensinam seus filhos desde cedo sobre o mundo “dos que têm” e “dos que não têm”, diz Siebold. Mesmo ele admite que muitas pessoas têm argumentado que ele está apoiando a ideia de elitismo. Ele discorda: “[As pessoas] dizem que os pais estão ensinando aos seus filhos o desprezo pelas massas porque elas são pobres. Isso não é verdade”, escreve ele. “O que eles estão ensinando seus filhos é ver o mundo através dos olhos da realidade objetiva – a forma como a sociedade realmente é. “Se as crianças entendem a riqueza logo de início, elas estarão mais propensas a lutar por ela mais adiante em suas vidas.

14. As pessoas comuns deixam o dinheiro estressá-las. As pessoas ricas encontram a paz de espírito na riqueza.

A razão pela qual as pessoas ricas fazem mais riqueza é que elas não têm medo de admitir que o dinheiro pode resolver a maioria dos problemas, diz Siebold. “[A classe média] vê o dinheiro como um interminável mal necessário que deve ser amargurado como parte da vida. A classe alta vê o dinheiro como o grande libertador e, com o suficiente, eles são capazes de adquirir a paz de espírito financeira.”

15. As pessoas comuns preferem se divertir ao invés de serem educadas. As pessoas ricas preferem ser educadas ao invés de se divertir.

Enquanto os ricos não investem muito na promoção da riqueza por meio da educação formal, eles apreciam o poder da aprendizagem muito após término da faculdade, diz Siebold. “Ande na casa de uma pessoa rica e uma das primeiras coisas que você verá é uma extensa biblioteca de livros que é utilizada para educar-se sobre como se tornar mais bem-sucedido”, escreve ele. “A classe média lê romances, tablóides e revistas de entretenimento.”

16. As pessoas comuns acham que as pessoas ricas são esnobes. As pessoas ricas só querem conviver com pessoas afins.

A mentalidade do dinheiro negativo envenenando a classe média é o que mantém os ricos com os ricos, diz ele. “[As pessoas ricas] não permitem passar mensagens de tristeza e melancolia”, escreve ele. “Isso é muitas vezes mal interpretado pelas massas como esnobismo. Rotular a classe alta como esnobe é outra maneira que a classe média encontra para se sentir melhor sobre a escolha do caminho da mediocridade”.

17. As pessoas comuns se concentram em poupar. Pessoas ricas se concentram em faturar.

Siebold teoriza que os ricos focam sobre o que eles vão ganhar com a tomada de riscos ao invés de como poupar o que eles têm. “As massas são tão focadas em juntar cupons e viver frugalmente que perdem grandes oportunidades”, escreve ele. “Mesmo no meio de uma crise de fluxo de caixa, os ricos rejeitam os pensamentos em centavos das massas. Eles são mestres em focar sua energia mental nas grandes quantias de dinheiro.”

18. As pessoas comuns jogam de maneira segura com o dinheiro. As pessoas ricas sabem quando devem correr riscos.

“Alavancagem é a palavra de ordem das pessoas ricas”, escreve Siebold. “Todo investidor perde dinheiro de vez em quando mas a classe alta sabe que, não importa o que possa acontecer ao longo do caminho, eles sempre serão capazes de fazer mais dinheiro.”

19. As pessoas comuns gostam de ficar confortáveis. As pessoas ricas encontrar conforto na incerteza.

Para a maior parte das pessoas, é preciso ter coragem para assumir os riscos necessários para ser um milionário – um desafio com o qual os pensadores da classe média não se sentem confortáveis. “Conforto físico, psicológico e emocional é o principal objetivo da mentalidade classe média”, escreve Siebold. Os pensadores da classe alta aprendem desde cedo que se tornar um milionário não é fácil e a necessidade de conforto pode ser devastadora. Eles aprendem a ficar confortáveis operando em um estado de incerteza.”

20. As pessoas comuns nunca fazem a conexão entre o dinheiro e saúde. As pessoas ricas sabem que o dinheiro pode salvar suas vidas.

Enquanto as pessoas comuns discutem sobre as virtudes do ObamaCare (plano de reforma do sistema de saúde nos Estados Unidos) e o plano de saúde de suas empresas, o super-ricos participam de uma “boutique de cuidados médicos”, diz Siebold. “Eles pagam uma taxa de adesão anual substancial que lhes garante o acesso 24 horas a um médico particular que atende apenas um pequeno grupo de membros”, escreve ele. “Alguns bairros ricos têm implementado esta estratégia e até mesmo exigem que o médico resida no bairro.”

21. As pessoas comuns acreditam que eles devem escolher entre uma grande família e ser rico. As pessoas ricas sabem que você pode ter tudo.

A ideia de que a riqueza deve vir em detrimento de tempo para a família nada mais é que um desvio das responsabilidades, diz Siebold. “As massas têm sofrido uma lavagem cerebral para acreditar que ou é uma coisa ou é outra.”, escreve ele. “Os ricos sabem que você pode ter o que quiser desde que você aborde o desafio com uma mentalidade enraizada no amor e na abundância.”

Este blog é um oferecimento da Afronta Marketing.

Anúncios

3 comentários em “21 Segredos da Mente Milionária

  1. Excelentes dicas, a que mais me chamou a atenção foi a 17, a maioria dos artigos sobre prosperar tem um pensamento que você deve poupar bastante, porém o segredo para ficar rico na minha opinião é faturar o máximo possível. Pelo que eu sei a maioria dos ricos ficam ricos por que faturam muito e não porque poupam bastante.

    1. Concordo contigo Paulo. Mas eu salientaria também a dica número 4, a qual eu acredito ser anterior ao número 17 não apenas em ordem numérica mas também em termos de estratégia. Sem conhecimento muito além daquele ensinado em cursos formais nós não chegamos a lugar algum. E salvas as devidas proporções, este blog é uma tentativa de reproduzir os efeitos da dica número 4.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s