Ideias Criativas: Como Tê-las?

creativity-2

A inauguração deste blog foi com uma postagem intitulada “Bem-Vindos à Era da Criatividade“. Neste texto, a principal ideia exposta foi que, com o desenvolvimento da Internet, o problema não é mais o acesso à informação e sim o uso que fazemos dela. Somente através do desenvolvimento do nosso lado criativo é que conseguiremos sair do oceano da mediocridade, tanto em termos pessoais quanto coletivos, no desenvolvimento de nossa cidadania e de nossas empresas e, por fim, no tão sonhado posicionamento de nosso país entre os mais desenvolvidos do mundo.

Isso mesmo! A criatividade está associada com o conceito mais amplo de riqueza, envolvendo muito mais do que o simples aspecto econômico. A riqueza aqui é pautada pela mistura, pelas conversas, pelas trocas de ideias, pelos estímulos ao brainstorming, pela disposição em compartilhar inerente à própria essência da Internet. E é óbvio que este cenário de diversidade massiva só será viabilizado pela qualidade na educação e na cultura de nosso país, sendo a Internet, mais uma vez, a grande protagonista nestas tão sonhadas mudanças.

O vídeo logo abaixo explica de forma fascinante, de onde vem as boas ideias, fazendo-nos refletir sobre o quão estratégico é o fomento de conversas com o intuito de desenvolver as nossas organizações. Tenho ouvido ultimamente que reuniões são inúteis ou improdutivas e isso é a pior conclusão que você pode ter. Inúteis são as motivações ou os líderes que conduzem tais reuniões e não os eventos em si. Suas reuniões não funcionam? São as motivações desses encontros que estão equivocadas ou é você que está sendo medíocre, incapaz de inspirar seus colaboradores a transformarem aquele momento de contato em algo grandioso para a sua empresa. Provavelmente, você sabe mandar mas não sabe ouvir e, quando sai algo errado, é lógico que a culpa foi do colaborador que não entendeu o que você explicou e não da sua comunicação defeituosa na última reunião, seja na chata apresentação sobre as vendas do último trimestre, seja no seu discurso sem substância ou seja em ambos. Cuidado! Existe uma grande diferença entre ser chefe e ser líder. Líderes inspiram e ensinam. Chefes mandam e são odiados.

Tá bom! Reconheço que existem aqueles funcionários que não ajudam, fazem corpo mole, falam mal das reuniões e, quando são obrigados a comparecer, ficam colocando empecilho na frente de tudo quanto é sugestão. São verdadeiros pesos mortos dentro das empresas, deslocando-se pelos corredores com pequenas nuvens negras acima de suas cabeças e ainda contaminam os outros ao seu redor. Como na lei da gravidade, “corpos pesados se atraem”, unindo-se contra tudo o que for diferente. Então esqueça esse tipo de gente, embora aqui, novamente, a culpa seja sua: ou por ter contratado uma ou mais pessoas com esse perfil, ou por continuar a mantê-la(s) em seu time com medo de mandá-la(s) embora.

A criatividade não pode ser barrada, limitada ou asfixiada dentro das nuvens negras dos chatos, dos negativos de plantão, sendo eles chefes ou subordinados. Muito pelo contrário: ela deve ser estimulada a sair, a circular entre as pessoas e isso só será possível mediante colaboradores que inspiram e que sejam inspirados, em um ambiente propício para isso. Sua empresa não precisa virar o Google para estimular a criatividade (embora conhecer a fundo a história e os bastidores do líder da Internet seja uma ótima forma de inspirar a sua mente): a promoção de encontros e brainstormings recorrentes já está de bom tamanho para começar a gerar uma série de mudanças na sua empresa. Se quiser abolir o traumático termo “reuniões”, tudo bem. Adote o termo “encontros”, seja inspirador, relevante e mais abrangente, incluindo aglutinações em ambientes externos (fugindo do cenário morto de uma sala formada por divisórias) com o único objetivo de gerar colisões de ideias e resultar na criatividade tão desejada.

Se você é líder, já deve ter criado um ambiente assim dentro da sua organização e vai se identificar com o vídeo logo abaixo. Se você é chefe mas quer virar um líder, preste muita atenção no vídeo a seguir e comece a mudar. Agora, se você é chefe e está satisfeito com esse posicionamento, não perca o seu tempo por aqui e vai dar uma fuçada no seu feed de notícias do Facebook!

Este blog é um oferecimento da Afronta Marketing.

Anúncios

Um comentário sobre “Ideias Criativas: Como Tê-las?

  1. Pingback: Blog SOFTClass » Ideias Criativas: Como Tê-las?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s