Marketing Digital e a Síndrome do Avestruz

Quem eu devo contratar? Agência Digital, Agência de Marketing Digital ou empresa de Marketing Digital?

Depende muito do modelo de negócio e do conceito que cada um tem sobre cada um desses termos. Sendo fiel à origem da expressão, “marketing” envolve pesquisa, planejamento e estratégia, ao passo que a palavra “agência” passa uma idéia mais operacional. Todavia, é comum a utilização de todas as expressões acima para definir a mesma coisa, o que por sua vez seria uma empresa que tem por objetivo a otimização do ZMOT (leia a postagem FMOT e ZMOT para saber mais sobre o momento zero da verdade) de seus clientes, tornando-os aparentes e alcançáveis na Internet. Simples não? Nem tanto. Existem muitas variáveis em jogo e desenvolver uma estratégia multilateral na Internet envolve tanto a visão do todo quanto o foco em questões muito específicas.

Sendo um campo relativamente novo, a maioria das pessoas desconhece o real sentido deste trabalho e, frequentemente, fazem deduções simplistas por desconhecimento ou por pura arrogância. Como diria Schopenhauer e também Conrado Adolpho: “Todo homem toma os limites de seu próprio campo de visão como os limites do mundo.” E, de fato, a frase cai como uma luva nesta situação quando alguém tenta convencer um empresário mais tradicional sobre a importância do Marketing Digital para a sua empresa.

O primeiro tipo de objeção ao Marketing Digital diz respeito à armadilha da presunção: “já temos um site na Internet e estamos muito bem!” hum… Será mesmo? Digite lá no campo de busca do Google não o nome da sua empresa mas aquilo que sua empresa faz, pois é isso que as pessoas que não conhecem a sua organização efetivamente digitam. Então? O nome da sua empresa aparece nas primeiras posições do resultado de busca? Ou muito pelo contrário? Se você não estiver visível quando alguém procurar por algo que a sua empresa faz, pode ter certeza que essa busca acabará no site do seu concorrente. Isso porque o custo de uma escolha alternativa (outro link) é praticamente inexistente. Ou seja, as pessoas buscam a concorrência porque é extremamente fácil fazê-lo. Basta dar 1 ou 2 clicks.

Partindo do pressuposto que seu site esteja bem posicionado nos resultados de busca, ele é mais curtido por quem o idealizou ou pelos seus clientes? Quando as pessoas entram em seu site elas cumprem algum tipo de missão crítica (baixam um e-book, preenchem um formulário ou fazem um pedido de orçamento) ou vão simplesmente embora?

Outro tipo de presunção: “o que minha empresa faz não se aplica à Internet.” Hum, será mesmo? No e-book ZMOT (disponível neste link para download) temos exemplos de empresas como a 3MGE, as quais perceberam que as pessoas pesquisam simplesmente de tudo na Internet, desde lâmpadas e fitas Scotch até software de automação de linhas de produção e locomotivas. Isso sem falar nas tabelas cheias de dados deste documento, as quais revelam uma grande variedade de itens pesquisados. Até empresas de palitos de dente têm tirado proveito da Internet, como o recente caso do perfil no Facebook da Gina Indelicada, o qual gerou um grande buzz para a tradicional marca de palitos Gina. E mesmo negócios de abrangência local (pizzarias, restaurantes, lavanderias, etc.) estão presentes na grande rede, respondendo por 20% do total de buscas feitas no Google. E essa adesão à Internet só tende a aumentar!

Então, que tipo de presunção o faz pensar que a sua empresa não precisa da Internet? Da onde vem essa arrogância, essa independência presumida em relação às mudanças comportamentais que estão afetando a todos os humanos com acesso à Internet? Sim: aquela internet que você acessa a todo momento para trabalhar, pesquisar, buscar parceiros e fornecedores e ser produtivo.

Por fim, a dúvida inicial sobre as diferenças entre Agência Digital, Agência de Marketing Digital ou empresa de Marketing Digital não importa de verdade. O importante mesmo é estar ciente de que Marketing Digital não é sobre fazer sites e sim sobre gerar resultados para a sua empresa através do bom aproveitamento do ZMOT (lembre-se que a criação de um site muito bem desenvolvido é apenas parte de uma solução maior). O importante é estar ciente sobre as implicações envolvidas em um trabalho deste nível e preparar a sua empresa para pavimentar o futuro antes que o seu concorrente pavimente o dele (isso se ele já não pavimentou).

Só não vale enfiar a cabeça dentro de um buraco e fingir que não está acontecendo nada ao seu redor.

Este blog é um oferecimento da Afronta Marketing.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s